sábado, 7 de janeiro de 2012

Bolo Rei


Instaurada a república, Afonso Costa, ministro da Justiça e dos Cultos do Governo Provisório, aboliu os feriados católicos excepto o Natal, que passou a chamar-se Dia da Família. Enquanto o regime substituía afanosamente a ancestral toponímia das cidades com a nova nomenclatura "República", "Cândido dos Reis", "Elias Garcia" e demais cromos revolucionários, estalou uma polémica com o inconcebível bolo-"rei", que passou a chamar-se "democraticamente" bolo-nacional.

Imagem gentilmente cedida por Vasco Medeiros Rosa

9 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Se o Costa soubesse que agora até já há bolo rainha...

Susaninha disse...

E o bolo rei já anda aí muiiiito tempo:)

George Sand disse...

Um enorme disparate. Tal como o Terreiro do Paço. Achei graça que no metro de Lisboa a estação chama-se Terreiro do Paço e não Praça do Comércio. Munca pegou o nome Praça do Comércio

Anónimo disse...

Esta fotogrqafia foi feita por mim, este ano, em Tomar, tendo sido publicada num grupo restrito (secreto) do Facebook. Não me foi solicitada autorização para a reproduzierem fora do respectivo contexto. Agradeço aos autores do blog o favor de a retirarem daqui. Obrigada.

Anónimo disse...

Retirem o que roubaram de outros sites, ladrões!

Nuno Resende disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Mas agora rouba-se assim o que os outros publicam e o site onde isto está não faz nada? Esta gente da monarquia acha que tydo é legítimo em defesa da cusa deles. Sobretudo a total falta de ética. Eu estou com a pessoa que os denunciou aqui e nem deixo o nome porque tenho medo do que esta gente é capaz.

Anónimo disse...

Isto é um recorte de jornal!
Não é nenhuma obra-prima original.
Já foi publicado há 100 anos em milhares de exemplares.
Não vejo onde está o roubo.
Se houver ladrão foi a pessoa que tirou a fotografia ao jornal que assim furtou a imagem do dito jornal.

Anónimo disse...

Vê-se bem que a fotografia é tirada em casa e que está a janela ao lado, e duvido que seja um recorte. Por causa deste roubo, o Vasco Mdeiros Rosa foi corrido do grupo do Facebook onde apanha estas coisas.