quinta-feira, 17 de julho de 2008

A república no seu melhor (1)


Entre Outubro e Dezembro de 1910, Afonso Costa, ministro da Justiça e dos Cultos do Governo Provisório, aboliu os feriados católicos excepto o Natal, que passou a chamar-se Dia da Família. Enquanto se substituía afanosamente a ancestral toponímia das cidades com a nova nomenclatura República Cândido dos Reis, Elias Garcia e demais revolucionários, estalou uma polémica com o inconcebível bolo-rei, que passou a chamar-se "democraticamente" bolo-nacional.
Na imagem caricatura do Thalassa parodia a censura à imprensa promovida por Afonso Costa. Saiba tudo visitando a Plataforma do Centenário.

1 comentário:

space_aye disse...

Toda a censura é bem vinda quando que lançada contra os inimigos da República.
Isso mesmo, não houve jornais encerrados que fossem republicanos, todos eles eram monárquicos e anti-republicanos.
Os padres queriam derrubar a República.
Caso não saibam foi um padre espanhol que ordenou o assasinato de António Granjo e outros na Noite Sangrenta.