domingo, 28 de dezembro de 2008

Mais um monárquico - Virgílio Castelo

(imagem picada daqui)

Eu até já estava deitado mas levantei-me logo e tive que vir aqui escrever. Estava há poucos minutos a assistir ao programa de entretenimento da TVI "CQC" (Caia Quem Caia), e numa entrevista de rua em que pediam aos transeuntes na zona da Baixa/Chiado para se colocar no papel de Presidente da República e endereçar à nação a mensagem de fim de ano solicitaram a Virgílio Castelo que o fizesse, que prontamente acedeu declarando "Enquanto Presidente declaro a República morta", e pedindo que se fizesse um referendo à monarquia (o mais correcto será referendar é a República, creio). Um Bem Haja caro Virgílio Castelo!

15 comentários:

João Amorim disse...

Todos são poucos!




Feliz Natal

Rui Monteiro disse...

Sim senhor !

Leiam o romance escrito por ele onde Portugal volta a ser uma monarquia, segundo ele um sonho que tem desde a Juventude :)

Rui Monteiro disse...

Entrevista sobre o seu livro

http://www.videos.iol.pt/consola.php?projecto=257&mul_id=12321880&tipo_conteudo=1&tipo=2&referer=1

space_aye disse...

Pois, é que a Monarquia já há muito estava morta. Custou, foram precisos 800 anos para descobrirmos isso, mas chegamos lá!

Nuno Castelo-Branco disse...

Pois é, Space, nós somos todos fantasmas e aqui continuaremos para o divertir. O problema é que cada vez há mais...

Aprendiz disse...

Pegando num comentário que aqui deixaram... "todos são poucos", eu reforçaria; matematicamente correcto, todos os monárquicos são poucos! :)
Não venho a esta casa para vos tratar mal, não, se deixam os comentários em aberto é porque aceitam a crítica, o que desde já agradeço. Mas eu acredito que depois da segunda dinastia, a Joanina, nunca mais houve nada que nos bastasse. Fomos sempre maus! E imaginar a família de Bragança, cuja história tem crime e doença (basta estudar a origem dos Paços em Vila Viçosa), como herdeiros da coroa para que um esgar percorra a cara do mais impávido santo.
Não tivessemos tantas coroas, não houvesse um Papa e outros credos e já a Europa era una.
Bem hajam,

Um republicano, laico, não maçon (não pertenço a nenhuma sociedade filantropa) nem socialista; talvez um liberal social.


P.S. Desculpme-me não comentar o Virgílio Castelo, mas já o apelido indiciava algo...

Rui Monteiro disse...

Se o apelido é significado de alguma coisa ... caro Aprendiz a sua família pertencia aos 75% de analfabetos em 1908 ??? Acho que sim pela sua afirmação sobre apelidos :)
Quanto ao resto cada vez somos mais, segundo um estudo do CESOP : 30% da população portuguesa à partida são monárquicos, curioso não é ?
E mais no dia 1 de Fevereiro de 2008 segundo as sondagens só 7% era convictamente republicano enquanto que o restante condenava publicamente o Assassinato de D.Carlos e seu filho.

p.s: Sou Militante Socialista, Monárquico Liberal !

Rui Monteiro disse...

Esqueci-me, estão a ver a personagem do Afonso Costa da Série Regicído ? ainda bem que foi feita por um monárquico -> Virgilio Castelo :))

Nuno Castelo-Branco disse...

E já agora... têm visto o Equador? Até agora, TUDO BEM! Vamos é a ver como a partir de agora a coisa vai correr...

space_aye disse...

Pois 30% de monarquicos...deve ser como os católicos - 80% da população (mas só uma vez mês).

Deixem-me só aproveitar a deixa do Aprendiz para dizer que a maçonaria é tudo uma grande palhaçada inútil.
É que já me apelidaram de maçon, avental e essas tretas todas.
A Maçonaria é gira mas só para quem gosta de teatro.

Aprendiz disse...

Caro Rui Monteiro

Não faço a mínima ideia do que se passava com as minhas famílias em 1908. Primeiro porque são várias as que se foram cruzando até produzir o espécime ignorante em causa, princípio elementar de qualquer árvore geneólgica saudável, evitando-se assim qualquer consanguinidade. Tenho, é um facto, livros publicados sobre alguns dos ramos da família, o que me permite reconhecer as minhas origens até várias gerações passadas.

Contudo, há um princípio do qual eu não abdico. Aliás, é esse sonho que destingue alguns países (EUA é um deles); falo, claro está, do homem não ser fruto das suas circunstâncias passadas mas sim das actuais. As pessoas não devem valer pelo que o cargo lhes confere, mas sim pelo que elas mesmo conferem ao cargo.

Na vida tudo é efémero. E ainda bem! E se há coisa que sabemos é que nada temos, pois somente usufruímos do que nos é dado a provar. E é a beleza desta imponderabilidade, em que nada está garantido, que me leva a defender um sistema onde o homem pode livremente escolher outro para o representar.

Haverá defeitos e virtudes em todos os modelos, mas o que mais repudio é a fidalgia, o procurar justificar o presente com virtudes do passado.

E sim, sou ignorante, mas não por tradição ou hereditariedade, mas porque os limites são meus que os assumo por serem verdade. Aliás, depois dos 30 cada um tem a cara que merece. Eu gosto da minha, mas gostos... são gostos.


Atentamente,

O Aprendiz de Ignorante (o artigo definido e a preposição não fazem parte no nome, auxiliam somente a sua compreensão)


P.S.(1) Fiquei surpreendido com a correlação, certamente negativa, entre ser-se republicano e condenar-se publicamente o assassinato de D.Carlos e seu filho. Falo no sentido matemático, claro, pois parece-me ser uma equação errada. Eu afirmei ter simpatia pela figura, jamais me solidarizaria com o assassinato de alguém, mesmo que seja em nome do Estado. Isso não faz de mim monárquico, pois não?

P.S.(2) Last but not the least! O sentimento de superioridade sobre as minhas origens, mesmo sem as saber, evocando o privilégio da alfebatização de alguns à data de 1908, dá-me convicções acrescidas para acreditar na república ocmo um bem em si, e deixar-me equivocado quando à sua militância socialista. Mas isto é ignorância minha, claro está.

Rui Monteiro disse...

Pois é caro "Aprendiz" a pesar de eu ser Socialista não sou jacobino e digo-lhe que há muita gente socialista ou que vota no PS que é monárquica :) Curioso não é ?
Até comunistas monárquicos há ...

Aprendiz disse...

Caro Rui Monteiro

É portanto um girondino, pois não acredito que seja liberal... agora ser-se comunista e monárquico, só por esquizofrenia... mas isso trata-se! :)

Atentamente,

O AdI

Anónimo disse...

Pois é Aprendiz ... também gosta de partir pedra ? ser Aprendiz de avental tem das duas coisas ... :)
É livre ??? LOL

Pedro C disse...

Estas pessoas de avental e ritos estão a fraquejar, ja são só numeros podem ter a força mas não a razão.

saudações