quinta-feira, 30 de abril de 2009

Viva a república!



Nos tempos de D. Carlos, o prp atacava violentamente o regime, devido à chamada lista civil do monarca. Como sabemos, a dotação não era actualizada desde os tempos de D. João VI, além de ser comparativamente muito inferior, à actualmente atribuída ao presidente de Belém. Em perfeita coerência com o espírito destes tempos de comemoração republicana, o presidente Cavaco bem podia anunciar à nação a redução da sua despesa palaciana, para os níveis do primeiro mandato do general-presidente Carmona.

4 comentários:

Porreiro PÁ !!! disse...

Passados 35 anos do 1 de Maio de 1974 o que mudou ?

Continua a Fome, Desemprego, a Brigada do Reumático,

Apesar de terem passados trinta e cinco anos - uma geração - continuamos desanimados com o que sucedeu.
Em 1975 não há registo de desempregados, o prec não os possuia.

Assisti pessoalmente á maior manifestação de massas em Maio 1 de maio de 1974.
Fiquei impressionado, desde a Penitenciária de Coimbra até ao Jardim da cidade a MANIF não despegava.

Não digo isto por desencanto ou saudade, digo a verdade.
Hoje a que assistimos numa ditadura do PS com maioria parlamentar ao, badernismo, ao;
- Deixa lá pá, tá porreiro assim.

Já ninguém se preocupa com o lugar que ocupa na manifestação.
Já ninguém se preocupa em celebrar o DIA DO TRABALHADOR
Já ninguém se preocupa, porque estamos demasiado preocupados em conservar os poucos empregos que temos.
Demasiado preocupados em pagar as prestações do crédito que o Capital nos deu
Demasiado preocupados em ferir a sensibilidade dos nossos filhos e filhas, porque têm direito a ser diferentes isto é europeias.

Há que acabar com a hipocrisia do momento, com o:
- Tá porreiro pá, deixa tar assim, que eles nem notam

Nuno Castelo-Branco disse...

Para o Porreiro PÁ!!!

É isso mesmo e a explicação para a impunidade para tantas tropelias à própria segurança nacional, resume-se a uma simples desculpa:"fomos eleitos, portanto..."

Space_aye disse...

"a dotação não era actualizada desde os tempos de D. João VI"

Ai não? Entao isso é ainda mais grave! Nem organizar as contas os ultimos reis portugueses conseguiram! Que tristeza! Acho que o tiro foi pouco.

Space_aye disse...

Essa história dos carros é uma vergonha!
Faz lembrar a roubalheira do tempo do D. Carlos, que comprou 3 carros topo de gama com o povo a morrer á fome...
Subitamente faz me lembrar outro rei...Luis XVI!
Viva a nobreza e viva a burguesia!