quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Quem consegue digerir a República?

Não fosse o, conveniente, alheamento do comum cidadão – que vive para a barriga e para o sossego –, a propaganda facciosa – daqueles que tentam, até, sonegar a II república da história recente –, o encobrimento e a lavagem metódica levada a cabo pelos sorvedouros deste regime sempre ávidos a rapar o "tacho", ninguém conseguiria digerir a ética e o ardil "orgânico" desta.

7 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Ora ora, se não é uma manjedoura regimental...!

Anónimo disse...

este post é revelador do nivel do debate neste blog

mangaru disse...

E acho que infelizmente aquela imagem tem algo a ver com a república em que vivemos... apesar de ainda assim ser mais limpinha que a imagem adequada à monarquia anterior à mesma. E sr. Anónimo, neste blog não há debate mas sim uma visão bastante imparcial da história e muitas propostas para um futuro melhor!

Daniel Nunes Mateus disse...

Infelizmente tenho de concordar com o comentário anónimo. Desagrada-me este artigo pelo conteúdo, como pela imagem. Por mais que seja contra a república, não justifica-se que caia-se nesse tipo de demagogia barata. Este projecto, concebido com muito esforço pessoal e sem dinheiro nenhum, têm um nível informativo e cívico importante. O que os nossos opositores estão a espera é destes ataques mesquinhos, para terem armas de arremeso para nos criticarem e denegrirem a nossa imagem. Podem dizer que sou apenas um puto que não têm noção das coisas!
Mas por mais que a república seja alvo do nosso desagrado, pelas mais justas razões, temos de manter um nível elevado de decência. Para que as nossas críticas e todo o trabalho produza os seus frutos, que seja benefico para nós e para todos os cidadãos portugueses. Para que não tornemo-nos, citando Vasco Graça Moura "A 19 autonomia espanhola, só que a mais pobre e a mais desinteressante"

Nuno Castelo-Branco disse...

Pelo que parece, o João acertou em cheio. A imagem é péssima, como convém para ilustrar a situação a que chegámos. Há gente ofendida, mas esquecem-se de tudo o que temos lido e ouvido ao longo de décadas, na maior parte das vezes de proveniência muito duvidosa, para não dizer mais.
Quanto ao desabafo do Mangaru, não e preocupe porque como andam as coisas, dentro de poucos meses constatará acerca do grau de limpeza em que o regime se encontra.
Foi esta a primeira foto "indecente" neste blog e causa celeuma? Claro que sim, mas será bom que se habituem à ideia de que aqui não se usam punhos de rendas. Os republicanos ensinaram-nos como actuar e apesar disso, não chegaremos nem a um décimo daquilo a que foram capazes. E "casos" não faltam. É uma questão de opção e tranquilizem-se, porque não cairemos na armadilha.

João Amorim disse...

carissimos

Não fiqueis contra um pobre colaborador deste blogge... O "nível" de debate deste blogge é sobre a República!!...então... porque é que os argumentos não podem ser emitidos em forma de imagem? Nunca usaria o vernáculo, nem sou do género de fazer "corninhos", mas que há imagens expressivas e adequadas à literatura, isso há...

Daniel Nunes Mateus disse...

Só que existe um grande senão: Por enquanto os fundos, os meios de comunicação e todas as formas de poder estão do lado dos nossos opositores. Provavelmente graças a acção de Salazar. E facilmente a opinião publica é manipulável contra os monárquicos por posts deste género. Sei que não é justo, pois os republicanos fizeram exactamente o mesmo. Só que as condições logisticas que estes detinham não tinha rigorosamente nada a ver com as nossas. Com dinheiro e algumas conexões com o poder, auxiliados por uma sociedade analfabeta e supresticiosa, uma vida politica miserável tiveram os seus resultados.
O nosso lado não têm ainda esses auxilios. E também vamos lá ver uma coisa: O pai do duque de Bragança desejava que a monarquia resultasse de uma vontade popular, ou seja, que proporcionasse uma transição democrática. Penso que este confiava em Salazar para ser o responsável por essa transição. (Como D. Duarte Nuno estava enganado)
Carissimos, temos uma conjunctura favorável para que a imagem da Monarquia seja reabilitada aos olhos da sociedade. Até nem é preciso grandes alianças partidárias ou de milhões. (como prova a plataforma) Basta um pouco de bom senso e de inteligencia no nosso trabalho individual e ficaremos na história como grandes patriotas que ofereceram uma alternativa credivel e consistente. Que fizeram respeitar a vontade do povo Português de viver numa Democracia. Por isso lá porque os repúblicanos precisam de usar um discurso de baixo nível e pensarem em estratégias mesquinhas, nós não precisamos. Nós não precisamos porque a razão está do nosso lado. Por isso se formos pelo mesmo caminho estamos a ser iguais. E as pessoas não querem mais do mesmo.