terça-feira, 5 de maio de 2009

O Grande Bloqueio

Para sossego da clientela regimental e da letargia mental a que o português é tão atreito, o debate político está devidamente amestrado pela asfixiante agenda dominante. Só assim se justifica discrepância que encontramos nos temas abordados e debatidos nos meios tradicionais e na blogosfera.
Dou como exemplo a malquista “questão do regime”: a poucos meses do inicio das festividades do Centenário República, parece-me muito estranho e lamentável que esse relevante debate que encontramos amiúde em grandes blogues nacionais como o Insurgente, Portugal Contemporâneo, o Corta-fitas e o Combustões (só para mencionar os mais populares e artigos mais recentes), não transpareça minimamente nos meios de comunicação tradicionais.

5 comentários:

Rui Monteiro disse...

O grande bloqueio depende de nós :))

Space_aye disse...

O corta-fitas? Esse não era aquele senhor que dizem que foi presidente da República Portuguesa? Um tal palhacito chamado Américo Tomas que só servia para inaugurar?

Octávio dos Santos disse...

Caro João, para os órgãos de comunicação tradicionais há assuntos muito mais «importantes» do que a questão do regime em Portugal: os golos do Cristiano Ronaldo, o cão do Barack Obama, a esposa do Sílvio Berlusconi... Enfim, «prioridades».

Nuno Castelo-Branco disse...

Pois... Ó João, com a onda "adesiva" que vem aí, parece-lhe possível que eles dêem mais ânimo à nossa causa? Nem será preciso...

cristina ribeiro disse...

Preconceito; só pode.