sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Loucuras louçãs



O caudilho Sr. Louçã, dizia há uns dias na SIC, sentir-se "preocupado" por existirem tantos monárquicos a participar cívica e política. Qual é a surpresa? Como se tal coisa fosse uma novidade! Se o próprio Parlamento tem dúzias deles...

Que direito tem o caudilho Sr. Louçã de contestar a participação cívica de alguém? Perante um embaraçado Carlos Alberto Amorim, anteontem a Sra. Dª Joana Amaral Dias exigia saber se o lider do PSD é monárquico. Porquê? O que tem a senhora com isso? É proibido? Pois bem pode recorrer aos queridos métodos da cartilha e dizer ao seu chefe, o caudilho Sr. Louçã, para espiolhar o seu próprio partido, porque quanto aos maiores da oposição e ao do próprio governo, estamos seguros, tranquilos e bem falados.

Antes mesmo do caudilho Sr. Louçã ir à televisão dizer seja o que for decidido pelo "comité da esquerda sushi", já os talassas estarão informados por várias vias. Embora até hoje nada de importante houvesse para precaver - o BE é um partido de grandes rezas e poucos punhos -, desses transpirares pode o caudilho Sr.Louçã ter a certeza. Absoluta, como republicanamente prefere.

Há solidariedades que se sobrepõem a qualquer partido. Ou não sabia disso?

4 comentários:

Rui Monteiro disse...

Segundo me disseram à pouco tempo por intermédio do pai da Joana Amaral Dias, essa menina quando jovem foi monárquica militante.
Curioso não ?

João Afonso Machado disse...

Achar-se-ia ela a princesinha?

editor69 disse...

Essa é aquela boazona do Berloque que tem a mania que é a ultima Coca-Cola no deserto?

Nuno Castelo-Branco disse...

É, parecida com a Cinha de há uns quinze anos.