terça-feira, 5 de outubro de 2010

Não os deixaram comemorar a república das bananas

Neste dia em que se comemora cem anos de uma grande macacada, a polícia municipal de Lisboa vedou o direito a um grupo de cidadãos de festejar a república das bananas na praça do município. A razão para tal atentado ter acontecido, foi porque António Costa temia que os seus ouvintes o deixassem de ouvir.

Continuando a festa na rua do arsenal, o grupo de cidadãos teve mais sucesso que o discurso do presidente da câmara.

1 comentário:

Luis disse...

Apenas um grupo de miúdos a fazer barulho. Faz parte do folclore. Mas dentro da praça havia outros grupos. Curioso que um reclamava que a República ainda não tinha chegado a Olivença, que como sabemos continua anexada pelo Reino de Espanha.