sábado, 11 de outubro de 2008

Cavaco Silva lança critica aos monarquicos

Na inauguração do centro de interpretação da Batalha de Aljubarrota, o PR aproveitou para tecer algumas criticas... ver aqui

Photobucket


a História «não deve ser objecto de qualquer tentativa de apropriação, seja pelo próprio Estado, seja por quaisquer grupos ou facções».

«A História tem de ser objectiva e isenta, pois só assim será honesta consigo própria. A História não pode estar ao serviço de ideologias, de visões subjectivas do mundo, de concepções parcelares da realidade», afirmou.

é a primeira vez ao fim de mais de 30 anos que ouço um governante dizer que a História está ao serviço de um grupo com "visões subjectivas (...) de concepções parcelares da realidade"

para bom entendedor meia palavra basta, mas ser mais directo só lhe ficava bem...

Senão arriscamo-nos a ter um entendimento "parcelar" e "subjectivo" do que o PR disse ..algo parecido com trocar "Batalha Real" por "Batalha de Aljubarrota" só para apagar o facto de que era um Rei que estava à frente dos portugueses por aquela que é considerada uma das datas fundadoras do sentimento nacional português.

Realmente no que toca a realidades "parcelares" e "subjectivas" os Republicanos são verdadeiros mestres

bem haja

13 comentários:

Nuno Resende disse...

O sr. Silva, que pode perceber alguma coisa de finanças, mas não percebe de didáctica da História ou de historiografia leu um discurso - provavelmente redigido por um secretário - próprio para a ocasião. Mas não o consideraria uma crítica aos monárquicos. Aliás, a ser assim, poderia ser uma farpa para o republicanos que têm as comemorações à porta. Não são para levar a sério este tipo de afirmações do filho do gasolineiro. Por muito respeito que o senhor nos deva inspirar. O pai, gasolineiro, claro.

Ricardo Gomes da Silva disse...

bem ele é o Presidente eleito, as suas afirmações são ou deveriam ser levadas a sério.
É que não deixa de ser uma enorme coincidência com o facto do site Centenário ter sido algo publicitado pelos media

Já todos ouvimos as "arrochadas" do Sr fernando Rosas e o PR nunca disse nada...nem quando o Severiano proibiu a participação do exercito no centenário do Regicídio (a mando do Rosas, mesmo que indirectamente).
A versão oficial é aquela que conhecemos e a Comissão ...quando eventualmente levantar os braços para fazer algo...vai seguir o figurino
Portanto só vejo um grupo a quem a citica pode ser dirigida

bem haja

space_aye disse...

A minha pergunta ée sta:
Quam são estes badamecos para criticarem esta ou aquela personalidade?
São alguém com valor profissional reconhecido? Alguém com mérito, com conhecimentos?
Não, são apenas meia duzia de pseudo-nobres saidos do mosteiro ali da esquina que atacam a democracia todos os dias.
O Sr. Silva está do vosso lado!
Mas que mal agradecidos! Já se esqueceram de quem inaugurou uma estátua do rei D. Carlos e uma placa a manifestar o pesar pela morte d de D. Carlos e D. Luis Filipe no Terreiro do Passo?
Eu cá não gosto do sr. Silva mas estou de acordo com o seu discurso de que a história não deve ser alterada por visões distorcidas e idiológicas. Visões como a dos senhores deste blog.
Obviamente que não concordam, visto que fazem isso mesmo.

Bem haja.

Afonso Henriques disse...

Não deixa de ser irónico o facto de Cavaco Silva citar a Batalha de Aljubarrota para servir de exemplo da resistência dos portugueses à adversidade. Para quem condena quem se pretende apropriar da História é contradição q.b.
Aliás o dom da palavra foi algo que sempre se lhe escapou. A Cavaco, claro.

space_aye disse...

Eu se fosse o Cavaco depois disto mandava retirar a estátua e a placa comemorativa.
Que mal agradecidos!!! Lol
De um momento para o outro acabava-se a unica memória que a monarquia do séc. XIX tem em Portugal. E mais uma vez por culpa dos próprios monárquicos.

Anónimo disse...

Se fosse o cavaco fazia o museu Salazar :) E a seguir expulsava para a ilha das Berlengas dos bloquistas

Nuno Castelo-Branco disse...

Coitado... ele sabe lá o que anda a dizer!
Comandante-em.-Chefe das F.A., pois sim... havia de ser bonito.

Nota: este space-aye/pseudo left USA, nem sabe o que diz, pois badamecos têm sido os presidentezecos que este país tem tido, verdadeiras sanguessugas do herário público. Tenham juízo, meninos gauche-caviar!

Nuno Castelo-Branco disse...

Desculpem, dizia erário e N~SO herário! É a raiva...

space_aye disse...

"Se fosse o cavaco fazia o museu Salazar :) E a seguir expulsava para a ilha das Berlengas dos bloquistas"
Comenta como anónimo para não lhe chamarem monarquico, qe é o que ele é e pensa o que no fundo todos eles pensam.
Senhor anonimo, temos pena mas não é o Cavaco Silva. A bem da nossa democracia.

Anónimo disse...

O Prof Cavaco filho d eum gasolineiro e depois? Em que é que o discurso de Cavaco é menos sério que certas declarações de D. Duarte Nuno ? O Sr. Nuno Resende é de sangue azul! E o seu paizinho é de tipo de ADN quê

Anónimo disse...

CAVACO, CAVACO

Anónimo disse...

cavaco tem jeito mas é para guia turístico, especialmente quando tem aquelas manias "monárquicas" de mostrar o Palácio de Belém aos Tugas :)))

Ricardo Gomes da Silva disse...

lol....dessa gostei!

mostrar o Palácio

bem haja