domingo, 5 de outubro de 2008

Centenário na imprensa IV



No Jornal de Notícias hoje - Dois artigos de Isabel Teixeira da Mota a ler aqui e aqui.

No Público hoje - Quem era o Almirante Reis? E o Barata Salgueiro? Pelo Paulo Moura aqui na edição impressa.

15 comentários:

Anónimo disse...

Foi pena o Pombal, não ter exterminado todos os Távoras, Bobones, Palmelas, Braganças e restante pandilha. Assim havia muito menos azia nesta REPÚBLICA que é Portugal.

Anónimo disse...

Foi pena o Salazar não ter abatido a tiro todos os comunas em vez de terem ido para o Tarrafal, Cunha devia ter sido empaulado e posto no Terreiro do Paço para demonstração pública.

Anónimo disse...

Cunhal e não cunha ...

space_aye disse...

Portanto temos aqui 2 anónimos, um republicano e outro monarquico/fascista.
Mas parece que não querem dar a cara e mostrar ás pessoas como são.

Anónimo disse...

É como tu space :) Vai trabalhar !

estreia_a_virgem disse...

Já é a 2.ª vez que vejo "vai trabalhar" neste blogue.

Isto na corte é que era trabalhar com fartura, entre valsas e vinho.

Eu bem digo que esta rapaziada monárquica aprende cedo a mandar os outros fazer.

João Távora disse...

O último comentário foi apagado pois há limites para a linguagem imprópria e para o insulto gratuito.

space_aye disse...

Bem va la k desta vez não fui eu o censurado.
Mas terá sido um monarquico finalmente? Ou foi outro republicano?
Essa do "vai trabalhar" nem sei o que diga.
Trabalhar é palavra que quem faz constantemente posts neste blog não sabe o significado de certeza.

Afonso Henriques disse...

Portanto temos aqui mas é dois fassistas republicanos: Um salazarista e o outro pombalino.
Se não fossem os Távora, Bobone, Palmela, Bragança e outros que tais, estavam todos a falar castelhano...
O resto é conversa.

Anónimo disse...

Cuidado pessoal com o space ... ele é dos Iluminati LOLOLOLOL

Anónimo disse...

Têm razão... um dos anónimos sou eu:
Tomé Lopes ... BI 1031628.
Sou neto de um dos combatentes da Rotunda, um daqueles populares de chapelão, bigodão e espingardão...
Ah!, e admiro o Pombal apesar de ele ser, com toda a certeza, monárquico.

space_aye disse...

Eu não sou iluminati, se fosse comentaria como anónimo para não me revelar.
Pombal era despotista iluminado. Ministro, monárquico e iluminista.
Infelizmente não gosto desta mistura. Nem da crueldade dste senhor.
Mas a sua obra de modernização do país é notável e nunca antes vista.

space_aye disse...

Tomé Lopes, você sim é que é de boas familias.
Bem haja.

Anónimo disse...

Por acaso, e chato como tudo, entre p´roprios e apelidos tenho oito nomes! Andei na escola com um Adriano e um Nuno, primos dum pretenso rei! Fui amigo duns Holstein, filhos dum hipotético duque, Fiz a recruta com um Zé Maria irmão de um suposto conde de Tomar, o Xiquinho Bragança foi capitão dos Comandos como eu! Apesar de morarem num alto sempre olhei de cima para estes Braganças pois a minha casa era mais alta do que a deles. Desta tropa toda, considero a Sra D Adelaide, que além de ter 10 ou 12 filhos, era uma senhora simpatiquissima e bondosa. Enfim nem todos são maus...

Zé Pikeno! disse...

O anónimo que trata todos por xiquinho e afins e acaba a dizer que olhava de cima para eles todos...só denota inveja da pura e dura...
e ao outro que é neto de combatentes da rotunda só é pena não ter dado um tiro nos cornos como o cobarde do almirante reis...
porque isto se é pra sermos todos idiotas e mal educados...todos conseguimos...monarquicos e relespublicanos...