sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A História de Portugal...datas importantes para o 4º ano

Tabela cronológica incluida no livro "Outros tempos Outras Histórias" do 4º ano (Porto editora)

Clicar no botão da direita do rato e clicar "ver imagem"

Perante esta tabela suponho que foi a Republica que acabou com o dominio espanhol! isto dá vontade de rir, para não chorar.

Onde está o 1º de Dezembro? O dia da Restauração... supostamente a data mais importante!?

A data da fundação de Portugal... não está aí no dia e més... mas o 25 de Abril está (é a resposta que está no livro e é pedida aos alunos).

O coitado do Viriato foi plantar batatas.

O D. Afonso Henriques é menos importante que a adesão à CEE... nem aparece!

D. João I... Nem vê-lo!

Mas o que eu gosto mesmo é da coroa no meio da Peninsula Ibérica!... Será que temos professores tão maus que nem sabem que a Coroa Portuguesa era independente da espanhola?

As descobertas têm uma referência, mas os últimos 30 anos têm 3!!! Até me admiro o Mário Soares não aparecer nessa tabela, ou o Sampaio ou o Cavaco... já agora o Qim barreiros ou o Ronaldo.

Pobre povo que tem tão pobres espíritos a ensinar as gerações futuras!

bem haja

7 comentários:

Zé Pikeno! disse...

Quem controla o passado, controla o futuro; quem controla o presente, controla o passado.
George Orwell, 1984

A verdade é esta...infelizmente...os aventais mandam e muito.

space_aye disse...

Não consigo ver a imagem ampliada.
Diz para carregar com o botão do lado direito mas já tentei e nada.
Pois é, de facto esse livro foi feito por um gajo muito calhau, mas enfim, acontece um ou outro serem assim.
Eu cá dei a história de Portugal no 4º ano muito completa e sem esses disparates. E não foi assim á tanto tempo.
Mas...Ó Ricardo, explique-me aqui uma coisa que me anda a indignar:
Como é que arranjou isso? Sim, que não estou a ve-lo ir a uma livraria e comprar 1 livro do 4º ano de história só para mostrar como a história se da nesta "maldita República de avental".
Mas ainda assim fico com duvidas, fanático como você é não me admira que se tenha armado em professor Bambo e tenha adivinhado que havia um livro muito triste feito por um calhauzito desses.
Cá pra mim o seu filho chegou da escola, e a primeira coisa k você fez foi ir a correr á pasta dele pegar no livro de história e começar a folhear como quem "deixa cá ver as mentiras que andam a ensinar ao meu pobre filho".
E depois de ver isso deve ter dado uma longa aula de história á maneira monarquica. Imagino.

Jota disse...

Para quê tanta preocupação com o que aconteceu se nao é o passado que nos põe a comida na mesa e manda abolir governos incapazes?

Nuno Castelo-Branco disse...

O space _aye tem mesmo a mania da conspiração, coisa até bastante nacional. Os livros são maus e feitos por gente sem a menor capacidade para os executar, de forma a que durem no tempo. Lembram-se dos manuais da mª Luísa Guerra, que de tão genéricos e neutrais duraram anos e anos? Pois agora... é o que se vê. Quanto ao nosso alegado "fanatismo", é uma pedrada que regressa e parte em cheio os telhados de vidro de quem arremessou o calhau. Fanáticos da mentira e da manipulação; fanáticos do "deixa andar" e do preconceitos, são "eles".
Quanto à ..."maneira monárquica de dar uma aula de história"..., isso, pasme se quiser, corresponde exactamente aquilo que deve ser o interesse nacional: independência de Portugal, democracia, verdade e justiça. Coisas estranhas para admiradores de Lenine, Béria e Pol Pot.E mais não digo, não estou para me chatear com miudezas...

Anónimo disse...

Oh Space Eye e que tal a verdade histórica de o Louçã ser filho do Comandante de Fragata Almirante Gago Coutinho ? o tal que ameaçou bombardear o Terreiro do Paço onde estava Salgueiro Maia ? No dia 25 de Abril de 1974 ? Concorda ? Vamos censurar isso ?

Nuno Castelo-Branco disse...

Ehehehehehe, pois, anónimo, até aui o nepotismo vinga. O tal comandante Louçã não bombardeou o Maia, porque pelo binóculo lhe pareceu ver um rapaz com uma camisola igual à do filho. Não ia disparar tiros de canhão sobre a descendência! tenha dó...

space_aye disse...

O Louçã até p+ode ser filho de quem é, e daí? O que importa? Ele era diferente do pai.
Louçã chegou a ser preso pelor egime por ter realizado uma manifestação ocntra a guerra colonial.
Portanto, dizer que Louçã era isto e aquilo por causa do pai é o mesmo que dizer que o você é uma besta porque tem o vizinho que tem.