quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Uma audácia...


“Falei então ao sr. de Almeida sobre a visita às prisões e Lisboa. Foi motivo para que ele verberasse, uma vez mais, os processos do sr. Afonso Costa.
– Contra estes processos, disse-me, já eu protestei na Camara e não cesso de protestar, tanto no meu jornal como nas assembleias publicas. (...) Comtudo não posso admitir que qualquer individo suspeito de preferencias pelo monarquismo seja preso pela mais arbitraria das formas e acho perfeitamente intoleravel que os presos estejam, até ser julgados, numa longa detenção preventiva – e as mais das vezes ainda em que escandalosas condições! Repito o que já disse este regime que não tem nada de republicano, que é a propria negação de Republica, não pode continuar durando. E é que não durará. Dê lá por onde dér, e no intuito de lhe por côbro, empregarei toda a minha energia...
– Quando ia retirar-me perguntei ao sr. de Almeida se julgava possivel uma restauração monarquica.
– No estado de anarquia em que nos debatemos pode vingar um golpe de audácia. 
(...) ”

Jornal “República”. Entrevista a António José de Almeida, 4 de Novembro de 1913.


E no estado de anarquia em que nos debatemos fará sentido que Comemoração?
Isso é que é uma audácia!

4 comentários:

space_aye disse...

Pois, podia haver um "golpe de audácia" especialmente se se libertassem os presos monárquicos.
São eles que querem e vão tentar restaurar a monarquia, mesmo que o rei seja contra.
O rei não interessa para nada, o que interessa é restaurar a monarquia!

Zé Pikeno! disse...

Comemoremos...
a corrupção desenfreada...
os politicos inaptos...
a população desinteressada...
os municipios arruinados...
os monumentos decadentes...
o povo miserável...
a bandidagem desenfreada...
a estupidificação cultural...
o apagão histórico...
Comemoremos...
Abaixo a Relespublica Portuguesa!
Viva Portugal!

PS:Já sei que irão dizer sobre a Monarquia e tal...blá blá blá...
mas esta republica já mostrou o que vale em 98 anos...caos...corrupção e ditaduras!

space_aye disse...

Ok, ze pikeno já vi que não está mesmo interessado em argumentos.
reze lá á sua santa monarquia.
Fanáticos...

Nuno Castelo-Branco disse...

Num certo aspecto, o space_aye até tem razão numa coisa. O rei é a figura visível da instituição Monarquia que resume num corpo toda a nação. É por isso que a Instituição Monarquia vale por si e isso é tudo. A outra que pretensamente lhe é alternativa, vale apenas pelo seu titular de momento. pela experiência que temos, tem valido pouco, quase NADA! É apenas o poder do grande capital das negociatas...