sexta-feira, 6 de março de 2009

D. Nuno Álvares Pereira, uma vida dedicada aos outros e a Portugal


A minha singela homenagem a este herói português. Depois da república, nunca mais os houve.

9 comentários:

Space_aye disse...

Já ouviu falar no soldado Milhais?
Por certo que a sua ignorância não o permitiu.

Afonso Henriques disse...

- calma porque ainda não fizemos 100 anos;
- milhais ou milhões? «tu és milhais, mas vales milhões» disse-lhe o comandante.
por esse acto não recebeu por certo meio país e meio país não tinha para doar mas deixou o seu apelido à sua valongo natal, valongo de milhais. terras e rendas é que nicles;
- o gago e o sacadura não contam pois não? então os navegadores quinhentistas e outros também não entram prá história da contagem de heróis.

Space_aye disse...

Portugal teve muitos herois, o Gago e o Sacadura foram de facto grandes herois, mas quer me parecer que estavamos só a referir o campo militar.

Space_aye disse...

quase aposto k nao vao apagar o comentário anonimo

Afonso Henriques disse...

só no campo militar? então é fácil juntar mais um nome ao soldado milhões: salgueiro maia. também não recebeu pelos seus actos meio país e meio país não tinha para doar. ou estamos apenas a falar de heróis principescamente recompensados? se assim é difícil a tarefa de encontra-los.
mas convenhamos, dois heróis militares em menos de 100 anos de regime dá uma média de um herói a cada 50 anos. julgo ser difícil bater estas estatísticas.

mas se formos a contabilizar os traidores à pátria então a república perde por muitos a zero.

p.s. "quase aposto k nao vao apagar o comentário anonimo" ?????

Anónimo disse...

Space és um alvo a abater :))

Space_aye disse...

"Quase aposto" porque sei que me gostam de contrariar :)

Salgueiro Maia, sim, aquele capitão que fez o golpe para tentar conseguir que os militares que estavam em Portugal não ficassem com as carreiras congeladas, ao contrário do que acontecia com os militares em Africa, que estavam a ganhar boas fortunas.
Essencialmente foi isso, mas claro que as suas motivações também tinham a ver com os seus ideiais democráticos. Mas não esqueçamos qual foi a intenção maior!
Mas é verdade que morreu pobre...injustamente.

Anónimo:
Força, podes começar a disparar a tua sniper. Vê se consegues acertar daí.

Anónimo disse...

Space és gay ?

Anónimo disse...

2º Tenente da Armada JORGE OLIVEIRA E CARMO, comandante da lancha Vega, Dio, 18 de Dezembro de 1961.