sábado, 17 de julho de 2010

Real Confraria de Santo Humberto


Decorreu hoje na Pocariça (Cantanhede) mais uma "largada de leitões". É uma tradição da Real Confraria de Santo Humberto. Os leitões, é bom de ver, são largados no prato e fulminados com o garfo. Mas, em outras largadas, nas montarias ou mesmo a caçar de salto, o barulho é outro e os métodos de abate também.
Cumprindo sempre as sagradas regras da arte venatória e do respeito pela terra e pela natureza. E com prévia declaração de fidelidade a Sua Majestade El-Rei.
Várias gerações de caçadores se encontram na Real Confraria. Minhotos e durienses, sobretudo, mas beirões e ribatejanos também. Portugueses, fazendo por manter Portugal como ele sempre foi.
A Real Confraria de Santo Humberto é mais saudável e chateia muito menos do que a Associação do Registo Civil.

14 comentários:

VPL disse...

Viva a nossa Real Confraria!

Filipa V. Jardim disse...

João,

Excelente largada, pela parte que me toca. Desta vez a coisa nem se mostrou complicada: os leitões foram colaborantes! Parabéns à Real Confraria por mais esta iniciativa.
Tem é que se chegar a um consenso acerca da barretina... :)

João Afonso Machado disse...

Filipa:
Explica-se. Os leitões voavam muitissimo bem. Velocíssimos. Se não lhes acertávamos à primeira, só paravam no prato dos parceiros,
Daí aquele ar final, um pouco descomposto. Tal a azáfama.

João Afonso Machado disse...

Caro VPL:

Viva!, viva! a nossa Real Confraria.

Anónimo disse...

Mais uma excelente confraternização entre portugueses que preservam a natureza e amam o seu país.
Ass: Luís de Sottomayor

João Afonso Machado disse...

É verdade caro Luis. Se as pernas não faltassem e o regresso não tivesse sido tão cedo, a seguir aos leitões ainda foram umas queijadas muito bem cobradas.
Enfim, a repetir.
Abraço e... viva o Rei!

Lurdes Gonçalves Pereira disse...

João Afonso,
Não consegui mesmo perceber a segunda parte da sua última frase. Mas fiquei curiosa por saber ao q se refere. Perdoe esta santa ignorância mas estou realmente fora deste contexto.
Podia explicar, por favor?

Francisco RB disse...

Caro amigo, um bom leitão, um bom bairrada e uma boa causa!

João Afonso Machado disse...

Lurdes: A Associação do registo Civil é uma iniciativa republicana que de tão árida, para nós é o símolo dos maçadores.

Caro Francisco:
Para a próxima lá o teremos. O tinto era «Poço do Lobo». Conhece?
Do melhor de Cantanhede.

bicho disse...

Já vi que foi andar ao tiro lá para terras do Manuel Alegre.

Não me diga que foi o Otelo que distribuiu as armas ?

Lurdes Gonçalves Pereira disse...

Obrigada, João Afonso. Percebido. Quer dizer q assistir a um jantarinho dessa Associação de republicanos é então uma "estopada", como dizia o Eça.
Tudo muito formal, secante, sem bairrada regada a "Poço do Lobo". De facto, cenário nada atraente. Fora as "bacoradas" q eles largam, imagino.
Oiça, João, essas petiscadas são só para cavalheiros?......


Sr Bicho: essa do otelo foi muito boa mesmo.... parece eu q o estou a ver de boina militar a distribuir armas, esse terrorista.
Outro q irá ser venerado pela esquerdalha, como o imbecil do saramago.

João Afonso Machado disse...

Caro Nuno:
Não foi na terra do Alegre.
Mas hei-de fazer a experiência que me recomendou...
Asnossas armas são mais eficazes do que as de Argel mas de todo não assassinas como as do Otelo.

João Amorim disse...

"As nossas armas são mais eficazes do que as de Argel mas de todo não assassinas como as do Otelo."

Já me dá vontade de me associar à Confraria...

João Afonso Machado disse...

Caro João Amorim:
Numa próxima iniciativa da Confraria, contacto-o, para conhecer a coisa mais de perto.
Abraço