quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Pedido de esclarecimento

De modo a apurarmos o nível da nossa discussão sobre a monarquia, desafio o Tiago Moreira Ramalho do Corta-fitas a sustentar a afirmação de que terá sido no tempo da Dinastia Bragantina e até 1910 (repare-se na subtileza do final do período em questão) que Portugal perdeu o comboio europeu, depois de termos sido uma super-potência mundial. Gostava que o Tiago me referisse as suas fontes, e já agora nos desvendasse tais números, os quadros comparativos com as outras economias europeias.
Num modesto contributo para a sua elucidação, sugiro que visite o site da Plataforma do Centenário da Republica onde encontrará dois brilhantes artigos do Ricardo Gomes da Silva sobre a manipulação dos dados estatísticos, e outro do meu colega de causa Carlos Bobone, sobre a propaganda republicana a respeito do pretenso descalabro nacional.
Penso a pertinência destas questões justificam a generosidade do Tiago em manter o debate à tona da blogosfera e fico a aguardar os seus esclarecimentos.

Também publicado aqui

6 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

Corrija, tem 910 e não 1910.

P. S. Eu não pediria nada; porque esse cavalheiro nada é, a não ser um pigmeu intelectual que, se tem direito a voz e atenção, é porque vivemos todos nesta choldra!

Tiago Moreira Ramalho disse...

Caro João,

Tal como ao Samuel de Paiva Pires, peço-lhe apenas algum tempo porque não quero dar uma resposta com duas ou três percentagens. Um desafio que se prenda com questões abstractas e com argumentação pode ter uma resposta mais rápida, mas neste caso, preciso de um bocadinho de investigação. Esta é uma ideia com que fiquei com alguns documentários e alguma informação avulsa que consultei ao longo de algum tempo, mas dados concretos não tenho de momento. Mas descanse, que assim que os tiver, terei todo o gosto em divulgá-los. Caso esteja errado, fique com a certeza que irei publicá-lo também.

Abraço,

TMR

Ricardo Gomes da Silva disse...

Algo me diz que vai demorar um bocado

bem haja

João Távora disse...

Caro Tiago:

A minha interpelação merecia ter esta mesma resposta sem ser na caixa de comentários. Por consideração, talvez.

Tiago Moreira Ramalho disse...

João,

Com certeza, responder-lhe-ei no Corta-fitas. Não julguei necessário por ser apenas um adiamento à verdadeira resposta que, essa sim, eu ia publicar. Mas por consideração, fá-lo-ei :)

Abraço,

TMR

space_aye disse...

Pois vocês nem precisam de revelar as vossas fontes, só os vossos próprios artigos constituem uma fonte de sabedoria milhentas vezes superior á wikipédia.
Ninguém questione a dinastia de Bragança! Porque ensse tempo o pais nunca esteve em crise!
Aliás, estava tudo muito bem, até que um grupo de republicanos malvados desviaram o bom rumo do pais para o caos que só terminará com a restauração da monarquia!
Ainda estamos a viver a 1ª República, aliás.
O próprio Salazar era um filho ilegitimo de Afonso Costa!
E Mário Soares é o neto!