terça-feira, 23 de setembro de 2008

Públicas virtudes...


A "salvífica" revolução republicana foi proclamada da varanda do Palácio do Município. Deve ser por isso que hoje daí emana a tão activa a essência da moral republicana.

3 comentários:

Luís Bonifácio disse...

Com certeza que alguns dos que em 1910 inventaram a republica (não todos) seriam hoje, caso ressuscitassem, empedernidos monárquicos, só de saberem que para estes republicanos, a ética republicana é o que está na lei.

Como por exemplo o facto de as autoridades serem proibidas, por lei, de apreenderem o computador a um pedófilo ou de atribuir casas a quem não necessita delas.

João Távora disse...

Como o Luís bem sabe (melhor do que eu) muitos republicanos arrependeram-se amargamente passadas poucos anos, ou até meses. Abraço

space_aye disse...

Ao Luis Bonifacio:
Realmente esta República é mesmo idiota, como você diz e bem, esta lei não permite que se atribua casas a quem não necessita delas.
É por isso que eu sou tal como você um convicto monárquico.
Vamos lá mostrar a esses pobres quem é rico e superior e quem tem mais casas! :)

Ao João Távora:
O verdadeiro republicano luta até ao fim pelos seus ideias.
Se pensavam que ia ser fácil então deviam ter ficado em casa em vez de partirem para a revolução!