segunda-feira, 7 de junho de 2010

Adesivo: uma vocação com cem anos





8 comentários:

Ega disse...

Votemos todos em branco.
Que diferença nos faz um Alegre, um Nobre ou um Cavaco lá em cima?
Quanto mais Alegre, mais a República vai nua. Deixem-no ganhar, que a esquerda já não colectiviza. E o Cavaco o que faz e nada, nada é, nem sabe usar o seu veto.
Votemos em branco, monárquicos. Não nos abstenhamos, mas votemos em branco.

bicho disse...

Caro amigo, e um Rei que faria ?

Que opções tem o Cavaco ? Diga-me a mim, que já me conhece de outros blogues e de outras discussões, mas diga-o com sinceridade :

Confia no Passos Coelho ?

Pois...

Nuno disse...

Caro 'bicho',
'e um Rei que faria?'

Ainda que nada fizesse, já bastava não poder ter sido joguete no caso das 'escutas a Belém', durante as últimas eleições, não acha?

Qunato ao resto, de política não percebo nada...

Ega disse...

Meu carissimo Amigo Nuno:

Eu conheci pessoalmente o Prof. Cavaco.
Nada tenho contra ele.
E V., que me conhece, sabe como sou. Sem virgulas, nem compromissos partidários.
Há aí um comentário seu que diz tudo: Cavaco foi um bom 1º Ministro.
E Presidente? Arrisca ser o 1º não reeleito. Ainda por cima contrariará a minha teoria da durabilidade da chefia de estado...
Sinceramente: é um homem bom. Ponho o pescoço nocepo em como nunca será visado por alguma golpada «a lagardere», tipo Freeport.
Mas não tem formação para situações dificeis como PR. Isso é o que o meu amigo vai vendo, tal qual todos nós. Como V. é engenheiro, fácilmente completa os cálculos e cheha ao meu teorema monárquico...
Um abraço.

bicho disse...

Caro Nuno.

Escutas não bastam para mim para achar que Cavaco falhou muito menos que o regime não serve, embora reconheça que tenha sido uma triste figura.

As pessoas esperam que Cavaco seja aquilo que não é, primeiro ministro; já foi, mas as mesmas pessoas não descansaram enquanto ele saiu; confuso ? É o país que temos...

bicho disse...

João da Ega, João da Ega...

O Cavaco não tem adversário, e o povo sabe disso; o Alegre vai reunir os votos daquela "esquerda caviar" como lhe chamam e o António Nobre corre por fora, está escrito nos "algoritmos" !

A oposição vai votar branco, mas nem o branco vai ganhar ao Cavaco, isso da aprovação da Lei do casamento gay tem suscitado alguns desencantos (basta ver o João Távora e o Crull Tabosa por ex.) mas é fogo de vista, na hora da verdade o voto útil fala mais alto !

Vale uma aposta ?

PS: Um pequeno exercício, imagine o meu amigo que o nosso preclaro Rui Rio se tem candidatado e ganho as eleições no PSD; acha que ainda havia Sócrates ;) ?

Ega disse...

Caro Nuno:
Isto extravaza o âmbito do blog. Mas a verdade é que o republicano Rio ia sempre com ele. De caminho, punha-o monárquico: um Bismarck à portuguesa. Que tal?

bicho disse...

Isso...

Rui Rio a Chanceler e D Duarte a Rei e tínhamos o Império Alemão do final do sec. XIX.

NOTA: Bismarck era ditador e Guilherme I era absolutista; V. acabou de estabelecer um paralelo engraçado aqui, sendo que Rio é acusado por alguns de ser prepotente e D Duarte bom, não é ele que é Bisneto de D Miguel, o tal das guerras liberais ?

Cala-te boca...