segunda-feira, 7 de junho de 2010

CUIDADO COM O QUE SE REVISITA

Se para eles revisitar é mau porque é que estamos a gastar dinheiro para comemorar tudo isto?

* é ver nos comentários do artigo! Lá se volta a falar de monarquia, inevitávelmente. Que bom.

3 comentários:

Anónimo disse...

Como irão fardados os meninos que representam a Formiga Branca? Com as asinhas de anjo que o Sr. Abade encontrar nos baús lá da paroquia?


M. Figueira

Ega disse...

Está na Net. O Bloco de Esquerda não quer que a II República seja comemorada. Tem toda a razão. Já agora podiam não comemorar a I e a III.
Não se perdia nada e popupavam-se 10 milhões.

bicho disse...

Boa ou má é a nossa história, e devemos preserva-la para memória futura.

Por não se falar da Formiga Branca como refere o comentador Figueira, ou da carbonária ou da repressão Franquista, das reformas cabralistas, do rotativismo podre entre os partidos de Hintze Ribeiro e José Luciano de Castro (muito à imagem do nosso PS PSD como diz Pulido Valente) é que cometemos sempre os mesmo erros, década após década.

Se analisarmos a gravíssima situação económica do país (que tem tocado a todos) se calhar estamos na alvorada de um novo absolutismo, cabralismo, franquismo, salazarismo, PREC, comunismo ou coisa que o valha.

Em tempos em que nos devemos unir e apoiar para remarmos todos para o mesmo lado estamos a fraccionar-mo-nos e a radicalizar-mo-nos de cada vez mais, basta uma pequena faísca como foi aliás o assalto mal sucedido ao barco Turco pelos Israelitas para começarem as promessas de guerra e ódio, basta ler o 5 Dias, o Arrastão, o 31 da Armada e o Corta-Fitas para tomar consciência dessa realidade pela pena dos nossos "novos pensadores".

Eu repito, não é o regime, são os homens; a monarquia constitucional não é um mau regime ? Não. A republica não é um mau regime ? Não. Os homens sim, são maus, como é mau o rotativismo, o falso unionismo (como foram vários governos da 1ª República) e qualquer forma de totalitarismo porque atacam a democracia na sua essência.

Deixem as pessoas escolher e deixem os regimes funcionar democraticamente. Proíbam os financiamentos partidários por privados, proíbam as nomeações públicas sem concurso, proíbam a presença do estado na administração das grandes empresas já privatizadas, humanizem-se as leis, protejam-se os cidadãos, combata-se a sostrice e a subsídio-dependência, legislem-se os limites dos números de funcionários em organismos de administração pública.

Sem isto meus amigos nem com Rei nem com roque, é vira o disco e toca o mesmo.

Mas não duvidem, gente de bem começa a passar dificuldades, gente de trabalho; ninguém paga a ninguém, o estado muito menos embora hipoteque a torto e a direito, a vida das pessoas está devassada e a saldo nos sites de venda em hasta pública das finanças, os abutres esvoaçam e o país afunda...

Bem sei que foi um texto muito "Almada Negreiros" mas chega o dia em que urge fazer alguma coisa !