segunda-feira, 29 de março de 2010

Fare niente, champanhe e croquetes



Postagens como esta, são exemplificativas da completa decadência a que Portugal chegou. A falta da mínima preparação para o exercício de cargos públicos, manifesta-se de fio a pavio e o opinionismo imbecil impera, desde que isso implique provento.
Em tempos idos, as embaixadas eram ocupadas por gente que pelo menos, tinha uma certa consciência da história do país que representava. Hoje em dia, atira-se a linha ao lago de todas as promessas e não é com grande espanto que se pesca sempre uma bota rota, ou um pneu centos de vezes recauchutado. O "boyzismo" vaidoso e cretinóide pontifica. Pobre Talleyrand, pobre Metternich, pobre Pde. António Vieira, pobre D. Luís da Cunha, pobre Palmela, pobre Soveral. O que não faltam por aí, são exemplos de ... "grãs-bestas que chegaram a grãs-cruzes". É o azar de tropeçarmos nos seixos dos Costas, ou a gente do "Centenário" no seu melhor!

10 comentários:

Filipa V. Jardim disse...

Ena tanta gente no blog do senhor embaixador...Estão a tentar meter o senhor numa "carga de trabalhos"?E tudo por causa de uma simples bandeira. Uma bandeira não, perdão: tudo por causa do copy paste que o Senhor Embaixador teve o trabalho e a fineza de realizar. Retirando tempo ao seu certamente pouquissimo lazer, por causa de uma simples bandeira.
Isso é que me intriga: Cada vez que se levanta uma dessas bandeiras, ele é televisões, jornais, Chama-se a guarda, os bombeiros, levantam-se gruas. Agora, até parece que vai meter Ministério Público e, chique dos chiques: o embaixador em Paris dá-lhe a importancia suficiente para estar afincadamente a teclar, no copy paste, num blog...isto começa a chamar a atenção...há pois é!
Por este andar,nem Paris lhe chega. Acaba como o outro: foge cão que te fazem barão: para onde, para onde???

Francisco RB disse...

Caros senhores juristas aqui do Centenário expliquem lá isso do Ministério Público! É que o mastro não estava sem bandeira? Ainda percebo se tivessem roubado a bandeira republicana, mas assim por quê gastar papel e tempo com um julgamento?

João Afonso Machado disse...

Já fui ao blog do Sr. Embaixador deixar um comentário.
Suicintamente, disse-lhe que não lhe «respondia à letra». Mesmo sem estar obrigado a ser diplomata, porque não o seja embora se suponha que ele é.

A tradução disto tudo é que o Embaixador Seixas da Costa fez o favor de, sem ningu+em lhe pedir, dar mais uma ajuada para a a colecta deste blog.

Ou seja: o último episódio elucidativo da República é personificado pelo seu embaixador em Paris.
Fresquíssimo, como se pode ver.

Nuno Castelo-Branco disse...

Quem devia ser chamada à razão era a CML que deix ao mobiliário urbano naquele estado. Equipamento enferrujado e que funciona mal. Agora percebe-se o porquê da ausência da "medonha". É que assim que se hasteia a coisa, ela desce a meia haste. Pois...

João Branco disse...

Novo blog desportivo que visa informar sobre a actualidade do desporto (vencedores, resultados, classificações), emitir opiniões sobre o quotidiano do desporto e dar azo a discussões sobre os temas que marcam a actualidade dos vários desportos.

www.desportoemfoco.blogspot.com

Agradeço a visita!

Ega disse...

Caro João Branco:

Vou co todo o prazer ao seu blog.
Entretanto, adianto um resultado importante:
Monarquia 3- República O.

Os verde-rubros já perderam. Como qualquer outra equipa do 3º mundo.

Filipa V. Jardim disse...

Senhor Nuno Castelo Branco,

O comentário que aqui deixei ontem, foi exactamente o que eu deixei no blog do Senhor Embaixador, como sugestão de um outro link. O Senhor Embaixador acaba de explicar que não publicou alguns comentários por causa da linguagem excessiva. Ora o meu comentário tem alguma linguagem excessiva?
É interpelativo, de facto, e tem algum sentido de humor. Recorre inclusive a um autor: Almeida Garrett,que ao que sei não foi proscrito. Consegue explicar? Estou de facto preocupada.
Não era minha intenção ser desagradavel com o Senhor Embaixador. Era tão simplesmente, perguntar-lhe porque dedica tanto tempo (o copy paste do bonequinho é aborrecido e demorado) a um tema que não tem importancia nenhuma...ele achou excessiva a linguagem e não publicou.
Percebe-se? Eu vou ficar a pensar nisso...

Nuno Castelo-Branco disse...

Cara Filipa,

Quem começou por desagradável, foi o sr. embaixador. Nada de confusões. Também lá deixei um comentário que ele não publicou, e pelos vistos, achou-o "mal-criado2. dizia mais ou menos isto: "que tipo de país pensa Vossa Excelência representar? A Bolívia, a Togolândia? Deve ser devido ao verde-amarelo-vermelho da bandeira".
Como vê, também não era nada grosseiro, apenas uma brincadeira. melindrou-se? Paciência.
Em Paris deve haver mais importante com que se preocupar, em vez de andar a blogar sobre culinária, futebóis e passeios no computador da embaixada.

Anónimo disse...

Paris é a pátria da guilhotina.
Pode ser que alguma corte aquele seixo, perdão, aquela cabeça.

M. Figueira

Filipa V. Jardim disse...

Sr. Nuno Castelo Branco,

Já sei. Já não estou preocupada. Só pode haver uma explicação, para além da "diplomática" que eu disso não percebo nada, é a que está no post acima do João Afonso: República é os partidários da monarquia, que não desistiram de tomar o poder. Daí o trabalho do copy paste...vou aprofundar conhecimentos nesta relevante matéria. Afinal trata-se de um Senhor Embaixador, temos que estar preparados para retrucar a um altissimo nível.