quarta-feira, 5 de maio de 2010

O "disparate" da tolerância

O sr. António Reis (logo o apelido que lhe havia de calhar!), grão-doutorado da obediência maçónica diz que a "tolerância de ponto" que a república deu aos seus funcionários, motivada pela visita do Papa, é um "disparate, pois vai prejudicar as famílias sem necessidade"... Este sr. do GOL (digo Lol) esquece-se que para prejuízo de muitas famílias (conceito que lhe é indiferente) temos feriado no dia 5 de Outubro e não estou a ver os laicos e ateus a prescindir do feriado de Natal, da Páscoa, da Nª Srª Conceição, para além, dos inúmeros e diversificados feriados municipais. Muitos trabalham aos feriados e não podem ficar em casa com a "família laica" nesses dias. Também diz que "objectivamente (a "tolerância de ponto") é um 'entorse' numa prática coerente com a laicidade do Estado".
– Caro, sr. Reis, quanto à sua intolerância laica e republicana estamos aventalmente falados; quanto ao prognóstico que reserva a este "Estado", espero que para si a vinda do Papa represente uma artrite crónica coerente.

7 comentários:

bicho disse...

A maçonaria começou por ser uma coisa revolucionária, passou depois a ser uma coisa perigosa, evoluiu para uma coisa mafiosa até chagar ao que é hoje, uma coisa ridícula !

editor69 disse...

Eu cá...
já o disse...
homens adultos...
que vestem avental...
reunem se ás escondidas e brincam com espadas...
...
...
very suspicious!

Ega disse...

É impressionante! Não há fanatismo mais religioso do que o maçónico. O Supremo Arquitecto é mais implacável do que os deuses da Antiguidade. Como eles só se sacia com sacrifícios humanos.

Carlos Velasco disse...

Não menosprezem a maçonaria. Se até o Império Romano teve por cônsul um cavalo, por qual razão não pode ela ter um macaco por Grão Mestre?

Nuno Castelo-Branco disse...

Ele que assoe o nariz ao miserável trapo que tem à cintura e "não chateie branco", pá...

Lurdes Gonçalves Pereira disse...

Pouco há a acrescentar aos excelentes e oportunos comentários a este excelente e oportuno post do Sr. João Amorim.
Realmente, haja paciência para estas criaturas q desrespeitam tudo e todos e que só conseguem olhar numa direcção, a deles! Que intolerância tamanha... que fará este maçanete no dia de Natal? vai trabalhar? ou nas vésperas cansou-se a fazer azevias, a avaliar pelo avental nojento cheio de berlicoques...

Tenente Figueira disse...

Bicho,

bem visto!

À parte disso, suspeito que o "Supremo Arquitecto" deles é que deu a "escola" aos 21 projectos de casas (em 1990) para a Câmara da Guarda...